criar um blog

7 dicas para criar um blog para o cliente de assessoria de imprensa

Na era dos algoritmos das mídias sociais, que diminuem o alcance orgânico das marcas, criar um blog corporativo é uma ótima alternativa para a assessoria de imprensa. Afinal, essa estratégia permite a produção de conteúdo de qualidade e garante visibilidade no meio digital.

Os blogs são ótimos canais de comunicação com o público de interesse e com os jornalistas e influenciadores digitais. Eles permitem que uma marca, por exemplo, alcance posição de autoridade em um determinado assunto e ainda ajudam a conquistar resultados duradouros no meio digital.

Como sabemos que criar um blog envolve diversos aspectos desconhecidos por muitos assessores de imprensa, estruturamos este post com 7 passos que vão facilitar o desenvolvimento de um canal de conteúdo para seu cliente.

7 passos para criar um blog estratégico para o cliente de assessoria

Se você está lendo este post, é possível que esteja pensando em criar um blog para seu cliente, mas se sente perdido e não tem noção de onde começar, não é mesmo?

Não se preocupe. Você não está sozinho. Muitos assessores se sentem assim. Afinal, até pouco tempo atrás, apenas precisavam estruturar releases para veículos de notícia tradicionais.

A criação de um blog envolve desde a escolha de uma plataforma, como o WordPress, até o planejamento de conteúdo. Por isso, é fácil se sentir confuso e até pensar em desistir da estratégia.

Mas antes que você desista, estamos aqui para te ajudar. Afinal, este canal de assessoria de imprensa é um blog, certo?

Neste post, vamos dividir com você 7 passos importantes para criar um blog para o cliente de comunicação externa. Nossa intenção é te mostrar que um canal de produção de conteúdo, se estruturado de forma estratégica, ajuda a trazer ótimos resultados para as marcas.

1. Estabeleça a persona da marca

Quando você pensar na criação de um blog para seu cliente, tenha em mente qual é o público de interesse da marca. Quem você deseja atingir com a produção de conteúdo? Quais são as pessoas que vão procurar por um determinado conteúdo no Google?

Esse é um passo importante porque não adianta você elaborar posts, pesquisar conteúdos e palavras-chave relevantes sem saber para quem você está escrevendo.

A partir disso, você vai conseguir determinar uma persona de marca. A persona pode ser estabelecida a partir de uma análise do público que já é consumidor de seu cliente, sabia disso?

No entanto, se o que seu cliente deseja é reposicionamento de marca, é importante que vocês estabeleçam quem seria essa persona ideal.

A partir disso, você vai perceber que a produção de conteúdo vai ficar mais fácil. Afinal, saber quem você quer atingir é essencial para qualquer estratégia de sucesso na assessoria de imprensa.

2. Lembre de SEO

O grande potencial dos blogs está em três letras que assustam muitos assessores de imprensa: SEO.

SEO nada mais é do que um conjunto de técnicas que são usadas para melhorar o posicionamento dos textos na busca do Google. Ou seja, melhora na visibilidade de seu cliente.

E vamos ressaltar que existe uma frase que diz que quem não aparece no Google não existe. Isso é uma realidade no mundo digital.

Portanto, é hora dos assessores de imprensa compreenderem SEO e aproveitarem todo o potencial da estratégia.

Uma das coisas interessantes é que o SEO é um conjunto de técnicas que garante resultados orgânicos para as empresas. Ou seja, se você posiciona um texto nos primeiros resultados do Google, seu cliente está economizando dinheiro (e conquistando o objetivo de alcançar mais consumidores).

Para se aprofundar no assunto e aprender SEO de um jeito fácil, a gente sugere a leitura do texto SEO em 2018: O Guia Definitivo Para Iniciantes do SEO comprovado.

E para facilitar a sua vida, saiba existem algumas ferramentas que facilitam a estruturação do SEO em um texto. Google adwords, Google trends, Yoast (plugin para WordPress) e Mozbar são exemplos de plataformas facilitadoras da assessoria de imprensa. Aproveite-as.

3. Encontre um estilo de escrita

Uma dica muito importante na hora de criar um blog para seu cliente é a escolha de um estilo de escrita. Se você acompanha o blog AI, já deve ter percebido que aqui temos um estilo de linguagem, certo?

Existem muitos fatores que influenciam essa decisão: público de interesse, nicho de mercado, posicionamento da empresa e a forma como o profissional da comunicação escreve.

O importante é que você entenda que, às vezes, vai ser preciso reajustar o estilo de escrita. Afinal, tudo vai depender da receptividade do público.

Pode ser que um texto com tom de conversa tenha melhor receptividade com o público da marca. Mas pode acontecer de, em uma ação pontual, a linguagem formal ser mais efetiva. Não tenha medo de testar.

Além disso, vamos deixar outro lembrete: entenda que seu texto será diferente do material elaborado por outro assessor de imprensa ou jornalista. Afinal, cada pessoa tem um jeito de escrever. Você já prestou atenção nisso?

Mesmo sem querer, deixamos transparecer um pouco da nossa essência na escrita. Aliás, sobre essência, não esqueça de escrever com paixão.

Se for para criar um blog para o cliente, produza com vontade e com paixão. O processo criativo vai ficar muito mais tranquilo e animador dessa forma.

E se for difícil encontrar palavras para escrever em um texto, vamos deixar uma dica. Use o Dicionário Criativo. Para a produção de posts aqui do blog, usamos esse site para potencializar a criatividade.

4. Pesquise referências

A pesquisa de referências é essencial para a elaboração de textos em qualquer área da comunicação. Acompanhe blogs, revistas e sites que abordam o tipo de conteúdo que vai ser publicado no canal do cliente.

Isso é fundamental para potencializar o processo criativo, analisar o que é produzido pela concorrência e verificar a receptividade do público.

Além disso, outra dica que podemos deixar para você é: acompanhe blogs sobre comunicação, produção de conteúdo, SEO e tantos outros tópicos sobre assessoria de imprensa.

Um exemplo é o site Viver de blog. Lá, você vai encontrar conteúdos relacionados ao universo da produção de conteúdo para blogs.

Também acompanhe blogs estrangeiros. Muitas vezes, é possível encontrar tendências de assuntos que demoram para chegar aqui no Brasil.

Um exemplo é o Pro blogger. Lá, existem diversos textos, e-books e podcasts sobre produção de conteúdo para blog. Os materiais, com certeza, vão potencializar a sua rotina.

Por aqui no blog AI, saiba que ouvimos os podcats do site. Eles nos ajudam muito a continuar produzindo conteúdo de qualidade para você.

Entenda que ficar de “olhos abertos” ao que é tendência ajuda a deixar o cliente à frente dos concorrentes no meio digital.

5. Estabeleça um cronograma para o conteúdo

Como qualquer estratégia digital, criar um blog e elaborar conteúdos exigem o desenvolvimento de um cronograma. Isso para que exista frequência nas postagens (o que causa reconhecimento de marca) e para que você consiga se organizar.

Estabeleça quantas vezes por semana vai ter post novo no blog do cliente, se vão existir editorias específicas, entre outras coisas relacionadas às atualizações do site.

Para que você consiga se organizar em relação ao blog, aproveite o potencial das planilhas do Google. Lá, é possível organizar um cronograma compartilhado com seu cliente (o que vai facilitar a execução do projeto).

Aqui no blog, nós temos um calendário de publicações. Isso facilita nossa rotina, pois sabemos quais dias terão posts novos, quais assuntos já abordamos e em quais temáticas podemos investir na elaboração de outro texto.

Dessa forma, conseguimos nos organizar para produzir conteúdo de qualidade para você e mantemos a calma quando há algum imprevisto. Portanto, não esqueça de criar um cronograma para o site de seu cliente.

6. Revise. Revise. Revise

Depois de elaborar posts para blog, muitos profissionais pecam em outro aspecto. Eles acreditam que o texto está pronto para ser publicado. No entanto, não é bem assim.

Afinal, quando escrevemos, podemos deixar passar erros por diversos motivos. Pressa, desatenção, cansaço, notificações no celular, entre outras coisas existentes em uma rotina corrida afetam o nosso rendimento profissional.

Portanto, deixe a ideia de que seu texto já está pronto para ser publicado de lado. Revise o conteúdo quantas vezes for necessário. Uma dica é produzi-lo dias antes dele entrar no blog do cliente.

Quando você escreve em um dia e revisa em outro (que pode ser depois de uma semana, por exemplo), as chances de erros vão ser menores. Afinal, você vai ter outra visão do texto.

Além disso, sempre que possível, peça para outra pessoa revisar seu texto. Isso evita leitura viciada e permite que a qualidade do post seja potencializada. Afinal, como dizem por aí, “duas cabeças pensam melhor do que uma”.

7. Não esqueça de analisar o desempenho do blog

O sétimo passo sobre criação de blog que selecionamos para este post tem a ver com a análise do desempenho do canal de comunicação. Ou seja, mensuração de resultados.

Não esqueça que não adianta você elaborar o melhor conteúdo e esquecer de mensurar o desempenho. É isso que seu cliente deseja: resultado.

Para garantir a assertividade dessa estratégia, vincule a conta do blog ao Google Analytics. Essa é uma ótima maneira de garantir dados estratégicos sobre o blog de seu cliente.

Você vai ter acesso à quantidade de visitas, à taxa de rejeição, ao número de visitantes que retornam, às páginas que mais têm acesso, entre outras coisas.

Também não esqueça de traçar um planejamento para analisar o ranqueamento dos textos do blog no Google. Isso é importante para mostrar ao cliente o valor do trabalho com comunicação externa.

Você tem alguma outra dúvida sobre criação e estruturação de blog para o cliente de assessoria? Não esqueça de comentar aqui no blog, para que a gente possa te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *