comunicação assertiva

6 passos para manter uma comunicação assertiva com jornalistas

Quando falamos do relacionamento entre assessores e jornalistas, entramos em um campo em que é preciso ser estratégico e cuidadoso para manter uma comunicação assertiva e que não ultrapasse a linha tênue do profissionalismo.

Afinal, com as redações jornalísticas cada vez mais enxutas, os profissionais estão mais sobrecarregados e encontram as caixas de e-mails lotadas de releases e de sugestões de pauta que nem sempre são interessantes.

Portanto, para evitar que você cruze a linha tênue da ética na assessoria de imprensa, resolvemos elaborar um post com 6 passos que vão abrir seus olhos para o relacionamento com os jornalistas, ajudando a manter uma comunicação assertiva e evitando que sua reputação fique desgastada dentro das redações dos jornais.

Comunicação assertiva com jornalistas depende de 6 boas maneiras

Utilize nossas 6 dicas como um guia de boas maneiras para manter um bom relacionamento com os jornalistas em sua rotina de gestão da imagem do cliente.

Não esqueça que o bom relacionamento é essencial para emplacar pautas, para aprimorar a imagem de seu cliente e para fazer com que o assessorado seja lembrado como opção de fonte para matérias jornalísticas.  

1. Elabore um conteúdo completo

O primeiro passo que vai te ajudar a manter uma comunicação assertiva com os jornalistas está inserido na hora da elaboração de releases ou de sugestões de pauta.

Nesse momento, é importante entender que, como as redações estão enxutas, é fundamental elaborar conteúdos completos, objetivos, interessantes e que estejam estruturados de forma organizada.

Essa é uma ótima forma de manter uma relação harmônica com outros profissionais da comunicação e de aprimorar suas habilidades como assessor de imprensa. Afinal, com treino e olhar aguçado, perceber o que pode ser release ou não se torna uma tarefa mais tranquila.

Além disso, é importante pensar em estrutura jornalística. Ela vai ser essencial para destacar seu release em meio a tantos outros textos. Para se aprofundar nesse assunto, você pode acessar o nosso post 5 dicas sobre o que é release poderoso para a comunicação digital.

2. Construa relacionamentos duradouros

A segunda dica de boas maneira para manter a comunicação assertiva com jornalistas é lembrar que relacionamento é palavra-chave na rotina da assessoria de imprensa.

Aliás, relacionamento é a base para qualquer campo profissional da Comunicação Social. Sem a nutrição de laços com outros comunicadores, fica complicado executarmos estratégias assertivas para nossos clientes.

Portanto, é hora de você mudar a sua maneira de lidar com os jornalistas e procurar criar relacionamento. Quantos colegas de faculdade, por exemplo, trabalham em redações? Pense nisso.

Profissionais da comunicação precisam se enxergar menos como concorrência e mais como base para estruturar parcerias e ajudar na hora de divulgar um release, por exemplo.

3. Use as mídias sociais a seu favor

O terceiro ponto deste post está totalmente relacionado à dica anterior. Já que é importante nutrir laços com outros profissionais da comunicação, precisamos pensar em formas de concretizar isso.

Na assessoria de imprensa tradicional, tínhamos apenas os laços que conquistávamos a partir do meio offline. Hoje, com o uso massivo das mídias sociais, as coisas se tornaram mais dinâmicas.

Grupos no Facebook, Twitter, fóruns e blogs são ótimos canais para encontrar jornalistas que estão à procura de pauta, bem como é possível encontrar assessores que estão à procura de profissionais que trabalham com determinado assunto ou segmento.

Os canais digitais permitiram aos assessores e aos jornalistas mais oportunidades para divulgar o próprio trabalho. Além disso, essa é uma ótima ferramenta para você analisar quais assuntos determinados profissionais pautam, a fim de saber para quem disparar um release, por exemplo.

4. Fique atento ao timing

Para manter a comunicação assertiva e estratégica com os jornalistas, há um ponto vital que você precisa prestar atenção: o timing.

Por timing, queremos que você entenda o seguinte:

  • Se seu release estiver relacionado a algum evento pontual, não envie com muito tempo de antecedência.
  • No entanto, não deixe para enviar muito em cima da hora, pois os jornalistas têm diversas pautas para cobrir.
  • Além disso, entenda que as pautas jornalísticas podem cair por causa de fatos que aconteceram de forma inesperada.
  • Por último, mas não menos importante, fique de olho no horário de fechamento da edição ou de escolha das pautas do dia. Leve esse ponto como mantra.

Compreenda que todos esses lembretes vão te ajudar a manter a harmonia no relacionamento com jornalistas e vão evitar que você seja conhecido como “o assessor inconveniente e que dispara releases em cima da hora” dentro das redações.

5. Personalize os e-mails

O quinto passo para manter uma relação harmônica com jornalistas é lembrar de personalização e segmentação de e-mails.

Por que fazer isso? Pelo simples motivo de que é possível perceber que você disparou um e-mail para uma lista grande de jornalistas. Isso é uma forma de prejudicar seu trabalho e de diminuir as chances de seu release alcançar os profissionais mais assertivos e estratégicos para seu cliente.

Quando for enviar um e-mail, personalize o conteúdo para mostrar que você se preocupou com esse detalhe. Essa é uma maneira de deixar claro que você sabe para qual profissional está disparando o release ou a sugestão de pauta.

Outro ponto que precisamos ressaltar para que você mantenha a comunicação assertiva no seu dia a dia é sobre segmentação. Será que um mailing grande é mais efetivo do que uma lista com profissionais escolhidos de forma estratégica?

Entenda que, em muitos casos, um mailing construído de forma segmentada é mais eficaz e assertivo do que uma lista com incontáveis e-mails de jornalistas.

Afinal, não adianta você disparar uma sugestão de pauta de um determinado assunto para um profissional que não cobre essa temática. Isso significa desperdiçar uma chance de melhorar a saúde do negócio do cliente.

Portanto, seja estratégico e dispare suas sugestões de pauta apenas para os profissionais que vão ter interesse pelo assunto. As chances de seu release emplacar aumentam de forma significativa.

6. Faça follow com moderação

O último passo do nosso guia de boas maneiras para manter um bom relacionamento entre assessores de imprensa e jornalistas tem relação com um ponto cheio de controvérsias: o follow-up.

Essa ferramenta funciona como uma forma de obter feedback dos jornalistas em relação ao release que foi disparado. O problema é que muitos assessores extrapolam e ultrapassam a linha tênue entre demanda profissional e insistência desnecessária.

É por isso que colocamos o follow-up neste post sobre boas maneiras para lidar com jornalistas no contexto da assessoria de imprensa.

Seja ponderado, observe o horário de fechamento das redações e evite ligar diversas vezes para os jornalistas, a fim de não ficar conhecido como o “assessor inconveniente”. E se você quiser se aprofundar nessa temática, sugerimos a leitura do nosso post 5 erros para evitar no follow-up da assessoria de imprensa.

Além disso, para se aprofundar no relacionamento com jornalistas e com os diversos públicos de interesse da assessoria de imprensa, sugerimos o download do nosso e-book Assessoria digital: 6 públicos que você deveria valorizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *