serviço de clipping

Serviço de clipping: o valor das clipadoras na assessoria digital

O serviço de clipping feito pelas clipadoras é um assunto que precisa ser abordado em um blog sobre assessoria de imprensa. Afinal, essa é uma alternativa para deixar o monitoramento de notícias muito mais estratégico.

Se você ainda não reconhece o valor do serviço prestado pelas clipadoras, nosso post vai te ajudar a compreender esse aspecto. Essas empresas têm um papel essencial na obtenção de um panorama completo e estratégico sobre a imagem dos clientes de assessoria de imprensa.

 

O serviço de clipping facilita a rotina das assessorias de imprensa

Tudo começa quando detectamos que o monitoramento de notícias é um gargalo. Ou seja, é uma estratégia que demanda tempo em excesso para ser concluída. 

Quando isso acontece, procuramos uma alternativa para otimizar nossa rotina de monitoramento de mídias. E é aí que surge o serviço de clipping.

O serviço de clipping é oferecido por clipadoras, empresas que contam com uma equipe de profissionais especializados em fazer monitoramento de notícias e em entregar relatórios completos para os clientes.

Os profissionais que trabalham em clipadoras passam o dia focados em monitorar conteúdos noticiosos. Além disso, analisam as matérias a partir de métricas estratégicas.

Essas métricas podem ter a ver com centimetragem. Ou com análise de sentimento. Ou, ainda, com outros aspectos interessantes para a competitividade de empresas na era da informação digital.

O importante é compreender que o serviço de clipping anda lado a lado com as agências de assessoria. É como se fosse uma parceria para otimizar a rotina e para entregar resultados cada vez mais precisos para os clientes.

No entanto, quando se pensa em clipadora, é comum surgir a seguinte dúvida: como saber se o serviço de clipping vai se encaixar em minha rotina de assessoria de imprensa?

 

Quais são os profissionais que se beneficiam do serviço de clipping?

Em meio a opções como serviço de clipping, plataforma de monitoramento de notícias e mecanismos de busca, pode surgir a dúvida sobre qual opção é a melhor para a sua rotina.

E é importante grifar o “melhor para sua rotina”. Afinal, as assessorias de imprensa vivem os mais diversos cenários na era digital.

Os profissionais podem atender a múltiplos clientes, que podem ser de grande, médio ou pequeno porte. E isso vai influenciar na hora de você decidir a melhor forma de fazer clipping no dia a dia.

Quando falamos de clipadoras, entramos em um cenário no qual o assessor (ou o gestor de uma empresa) recebe as informações prontas e os relatórios elaborados. Ou seja, o trabalho vai ser todo executado pelo serviço de clipping.

Partindo dessa ideia, você pode notar que as clipadoras são ótimas escolhas para:

  1. Assessorias que atendem clientes de grande porte.
  2.  Setores de comunicação de empresas de grande porte. Nesse cenário, os gestores precisam das informações prontas em cima da mesa.
  3.  Agências de comunicação que não têm tempo suficiente para fazer clipping de notícias.
  4.  Profissionais que desejam uma análise minuciosa dos conteúdos jornalísticos, para comprovar resultados ou para antecipar tendências.
  5.  Assessorias que querem um monitoramento de mídias bem segmentado. Ou seja, um clipping que conte apenas com os veículos jornalísticos mais interessantes para os clientes.

Com esses pontos em mente, você consegue identificar se o serviço de clipping das clipadoras vai ser uma peça-chave em sua rotina de comunicação externa.

Além de executarem um monitoramento de mídias bem segmentado, as clipadoras também são empresas conhecidas por fazer o trabalho de mensuração de resultados.

Serviço de clipping e mensuração de resultados andam lado a lado

Quem contrata o serviço de uma clipadora se beneficia dos relatórios de clipping prontos. Esses documentos são bem estruturados e bem alinhados com o que é esperado pelos clientes de assessoria de imprensa.

Os profissionais que fazem serviço de clipping ficam focados em extrair as informações valiosas dos conteúdos noticiosos e analisá-las a partir de um olhar que busca busca por resultados específicos.

É possível obter relatórios com audiência dos veículos, com centimetragem e, o mais interessante, com análise de sentimento.

A análise de sentimento é uma estratégia relevante no contexto da assessoria digital. Afinal, permite que identifiquemos quais conteúdos são positivos ou negativos para nossos clientes. E isso nos ajuda a traçar planos de ação de contingência.

O grande ponto da análise de sentimento é que ela precisa ter o auxílio do olhar humano. Afinal, a língua portuguesa contém muitos aspectos sutis, como a ironia.

Então, o investimento em serviço de clipping proporciona às agências de comunicação e aos setores de assessoria internos em empresas um clipping voltado para categorização a partir do sentimento da matéria.

Isso vai te ajudar a tomar decisões mais assertivas na hora de elaborar releases. Além disso, os gestores vão poder entender com mais efetividade o posicionamento da marca na era digital.

 

Serviço de clipping x ferramenta de monitoramento de notícias

Outra dúvida comum que aparece quando desejamos otimizar o clipping é a seguinte: contrato uma clipadora ou invisto em plataforma de monitoramento?

Primeiro, entenda que as duas escolhas são válidas e valiosas. As duas opções coexistem na assessoria digital. Há espaço para clipadoras e para plataformas de monitoramento no cenário da informação instantânea.

Como já dissemos aqui no post, o serviço de clipping é uma ótima escolha para assessorias que atendem a empresas de grande porte, que precisam de um monitoramento de mídias bem segmentado e de um relatório pronto, com métricas bem definidas.

As clipadoras funcionam como uma parceria estratégica para entregar resultados efetivos. Além disso, ajudam na comprovação do valor da assessoria de imprensa.

Por sua vez, as plataformas de monitoramento (assunto que abordamos com frequência aqui no blog) agilizam o trabalho de assessores de imprensa que desejam ter controle em relação ao clipping.

Se você quiser se aprofundar no assunto, saiba que temos um e-book sobre essa temática. Para fazer o download do e-book Clipadora e ferramenta de clipping: 2 lados da mesma moeda, é só clicar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *