marketing político pessoal

Marketing Político Pessoal: importância e estratégias

Por NeritPolítica

As campanhas eleitorais e a promoção de políticos está cada vez mais ligada ao universo do marketing. Foi-se o tempo em que a divulgação política dependia apenas do carisma do candidato.

A aliança entre publicitários e ocupantes de cargos eletivos começou em 1952, quando o então candidato à presidência dos Estados Unidos fez uma parceria com uma agência para trabalhar sua imagem.

A partir de então, a estruturação das campanhas eleitorais tomou novos rumos. Do rádio à TV e agora também através das redes sociais, o marketing político associado ao marketing pessoal pode ser a grande sacada para uma melhor consolidação da carreira de candidatos e políticos.

O que é marketing político pessoal?

O marketing pessoal é a estratégia utilizada para “vender” uma imagem, construindo uma reputação positiva e uma identidade que funciona como uma espécie de marca. No caso dos políticos, desde o modo de se comportar em discursos e até o jeito de se vestir e emitir sua mensagem estão ligados ao seu marketing pessoal.

O marketing político, por sua vez, contempla um escopo mais amplo de técnicas  e estratégias de comunicação política, que visam divulgar ideias e ações de um político, fortalecendo sua imagem pessoal e facilitando a relação de quem está em campanha ou mandato, com a população.

Reunir esses dois elementos é fundamental para a construção de uma carreira política sólida e de uma boa imagem. E na política: imagem é tudo! Existem algumas estratégias fundamentais para aqueles que desejam saber como usufruir dos benefícios do marketing político pessoal, vamos conferir?

As pessoas precisam lembrar do político!

Antes de pensar em qualquer estratégia elaborada, é importante priorizar o bom e velho “corpo a corpo” com os eleitores.  É preciso, antes de tudo, se fazer presente! Afinal de contas, “quem não é visto, não é lembrado.”

Medidas simples como visitas à comunidades, caminhadas e comícios ajudam a criar uma proximidade com a população, demonstrando o interesse do político pelas demandas dos cidadãos! E para o marketing político pessoal, nada melhor do que cativar possíveis eleitores e deixar com que eles disseminem as ideias em que acreditam espontaneamente, não é mesmo?

E a internet?

A grande mudança do marketing político dos últimos tempos se deve ao surgimento das redes sociais. Quando utilizados de forma correta, os meios digitais podem fornecer um grande apoio para a imagem de um político.

Em 2017, mais de 100 milhões de brasileiros já estavam conectados a esse tipo de mídia, mantendo uma média de 4 horas em frente às telas. A partir desses dados, constatamos que as redes online não podem mais ser ignoradas por políticos e candidatos que querem trabalhar sua reputação.

É importante postar informações sobre o dia a dia político, e mostrar propostas e projetos principais. Uma página verificada também pode ser utilizada pela assessoria para desmentir possíveis Fake News.

Por ser um canal aberto, muitas dúvidas e críticas irão surgir. Quem administra a página não deve ignorar e nem deixe de responder às interações, a fim de trabalhar o fortalecimento de imagem!

O que muda em 2018 é que, a partir de agora, candidatos políticos podem realizar anúncios pagos nas redes sociais, aumentando o alcance de sua divulgação para mais pessoas. Considerando que o Facebook é utilizado por mais de 92 milhões de brasileiros mensalmente, as campanhas pagas serão mais uma ferramenta para auxiliar no marketing político.

Tecnologias

Mas nem só de redes sociais se faz um político. O email marketing e o SMS também são excelentes ferramentas para informar a população das atividades desenvolvidas no gabinete e fortalecer ainda mais o marketing político pessoal.

Para aqueles que desejam realizar disparos para a base de contatos, é importante investir em uma plataforma segura e confiável. Enviar e-mails em massa sem a ferramenta apropriada pode trazer problemas para o domínio e comprometer a reputação.

Conte com uma boa equipe

Não dá para pensar em marketing político pessoal sem contar com uma boa equipe! A jornada política exige muito trabalho, e nesse percurso é importante que cada um exerça um papel específico de seu setor, para que tudo saia nos conformes.

É muito comum que candidatos e políticos exerçam função de coordenador de campanha e chefe de gabinete. Mas saiba que concentrar esforços nos lugares errados pode atrasar muito a trajetória de quem está buscando prosperar na área.

Além dos cargos de coordenação geral, jurídico, financeiro e marketing, é interessante contar com uma assessoria política. Esse tipo de profissional é essencial para o meio!

Capacitação é fundamental para a imagem!

De nada adianta estar presente nas ruas e na internet sem se preocupar com a formação de uma imagem positiva. Por isso, para que seu marketing político pessoal seja realmente eficaz, é preciso estar atento aos detalhes!

Muito além de ser um bom gestor, é importante que o candidato ou político saiba lidar com jornalistas, expressar sua mensagem corretamente, além de se comportar e se vestir de maneira adequada em cada tipo de evento específico. Muitas competências, não é mesmo? Por isso, estudar e se preparar é fundamental!

Alguns cursos voltados para políticos podem oferecer uma boa base para quem quer se tornar uma pessoa pública. Afinal de contas, de nada adianta atrair a atenção, sem estar devidamente preparado!

A Academia NeritPolítica é um exemplo de plataforma que oferece capacitações para políticos. Para quem está iniciando a carreira na vida pública, pode ser interessante investir por exemplo, em cursos como oratória, media training e imagem e estilo.

Gostou do nosso conteúdo? Tem alguma dúvida? Fale com a gente nos comentários! Até a próxima!

Este conteúdo foi escrito pela equipe do NeritPolítica. Confira o nosso blog e fique por dentro de tudo que acontece no mundo da gestão de campanhas políticas e mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *