produtor de conteúdo

6 formas de ser produtor de conteúdo na assessoria digital

Assessor de imprensa digital é, sim, produtor de conteúdo. E essa ideia vai muito além de um release textual, por mais que muitos profissionais esqueçam disso.

Release ainda faz parte parte da assessoria de imprensa, claro. Mas existem outras alternativas para ser produtor de conteúdo e divulgar a imagem dos clientes, conquistando os objetivos estipulados no planejamento de comunicação.

E é sobre isso que vamos falar neste post.

6 ideias para ser um bom produtor de conteúdo na assessoria de imprensa

Antes de qualquer coisa, entenda que é importante se desprender do release (sem deixar de valorizá-lo, é claro).

Essa nova forma de encarar a assessoria de imprensa amplia o leque de possibilidades de divulgação das marcas e é uma ótima maneira de evitar bloqueio criativo em sua rotina.

Então, para te ajudar, trouxemos 6 opções que são cartas na manga na hora de ser produtor de conteúdo na assessoria de imprensa digital.

1. Release na era digital

Como já dissemos aqui no post, o release ainda é importante na rotina da assessoria de imprensa. No entanto, não podemos mais encará-lo como um formato de conteúdo tradicional.

Afinal, o release acompanhou as mudanças que ocorreram nos nichos da Comunicação Social. E a gente tem até e-book sobre isso, sabia? É só clicar aqui para fazer o download.

Esse é uma ótima forma de ser produtor de conteúdo para divulgar ações da marca para a imprensa e, principalmente, para contar histórias.

O principal ponto é que não podemos mais encarar o release como um conteúdo que tende a “vender o peixe” de nosso cliente.

Precisamos produzir um bom conteúdo, com contexto relevante.

Não escreva apenas um texto institucional. Use fontes, insira um contexto, aproveite novidades. Seja notícia. Isso vai te ajudar a ser um bom produtor de conteúdo.

Outra coisa que você precisa saber sobre releases é que, hoje, é importante contarmos com o apoio de outras mídias além da textual.

Audio releases, imagens, vídeos e infográficos ajudam a enriquecer o material e a chamar a atenção dos jornalistas.

Não esqueça que as redações estão cada vez mais enxutas. Então, é preciso cativar o jornalista desde o título do e-mail até o final do release.

Também lembre que otimizar o texto para mecanismos de busca é importante. O uso de palavras-chave (que podem ser pesquisadas no Planejador de palavras-chave do Google ou no site Ubbersuggest) é essencial para criarmos conteúdos relevantes na era digital.

2. Posts para blog

Outra forma de ser produtor de conteúdo na assessoria de imprensa é o post para blog.

Artigos em blogs são cartas na manga para que você não dependa apenas da imprensa para divulgar a marca de seus clientes. Além disso, esse tipo de conteúdo é uma ótima maneira de criar autoridade no assunto no meio digital.

A partir de conteúdos publicados em blogs, você consegue:

  • Divulgar a marca do cliente.
  • Produzir conteúdos relevantes, otimizados para o Google.
  • Captar leads.
  • Entender o que é interessante para o público.
  • Alcançar um público qualificado.
  • Resolver problemas.
  • Mostrar como a marca do cliente está inserida na resolução dos problemas.

Ser produtor de conteúdo para blogs, no entanto, exige estipulação de objetivos. Isso para que você entenda o porquê está escrevendo determinado material.

Um ótimo canal de informação sobre produção de conteúdo para blogs é o site Viver de blog. Os materiais ajudam a entender, de forma prática, como funciona a estratégia.

3. Vídeos

Vídeo é palavra-chave para ser um ótimo produtor de conteúdo na assessoria de imprensa digital.

Hoje, com a questão dos dispositivos móveis, é mais fácil (e mais instigante) consumir vídeos no trajeto para o trabalho, na hora de resolver um problema ou no momento de aprimorar o conhecimento.

Dependendo do contexto de seu cliente, é possível aproveitar (com qualidade) esse tipo de conteúdo.

O mais importante é compreender que é necessário ter um objetivo por trás da produção do vídeo, bem como é importante entregar um conteúdo útil ao consumidor.

Aliás, muitas marcas aproveitam a estratégia de storytelling para divulgar suas imagens. Vídeos que envolvem histórias (reais, principalmente) se destacam no meio digital.

Pessoas gostam de humanização.

Consumidores gostam de ver que, por trás do produto da marca, existe uma história. Isso é algo é cativante.

Então, aproveite esse tipo de conteúdo para seu cliente de assessoria digital.

4. Cards para redes sociais

Cards para redes sociais são outro formato para ser um produtor de conteúdo na assessoria de imprensa.

Nas redes sociais, é possível produzir conteúdos com:

  • Drops de informação.
  • Artes com os produtos do cliente.
  • Compartilhamento de imagens produzidas pelos consumidores.
  • Informações sobre a marca.
  • Storytelling.

Tudo isso, claro, com o objetivo de engajar a comunidade.

Em outras palavras, não esqueça que redes sociais são, por essência, plataformas que dependem de engajamento.

Então, seja um produtor de conteúdo que se preocupa em informar, resolver problemas e incentivar o compartilhamento da informação.

Também lembre que o Instagram, por exemplo, é muito visual. Então, que tal produzir fotos ou vídeos legais e atrativos com os produtos de seu cliente?

5. Lives

Se você quer ser um bom produtor de conteúdo na assessoria de imprensa, deveria lembrar das lives.

As lives mudaram a forma como interagimos com o público nas redes sociais.

Inclusive, muitos jornais e políticos utilizam as lives do Facebook e do Instagram para fazer transmissões importantes ao público.

Essa é uma ótima oportunidade para medir o engajamento do público, para divulgar lançamento de produtos, para tirar dúvidas e para interagir com as pessoas.

Claro que é importante ter um roteiro, para manter o foco da live no objetivo da marca do cliente. Por isso, escolha temáticas que sejam relevantes para esse recurso.

Aliás, outro lembrete sobre esse tipo de produção de conteúdo: informe o público sobre a live com antecedência, para evitar que as pessoas sejam surpreendidas pela notícia.

6. Stories

Quer outra ideia para produzir conteúdo na assessoria de imprensa? Stories.

Os Stories do Instagram ainda são pouco aproveitados pelas assessorias de imprensa. Então, comece a pensar nisso como um diferencial para o seu trabalho.

O conteúdo para Stories é vantajoso por motivos como:

  • Ajuda a engajar.
  • Mostra que a marca é feita de pessoas.
  • Facilita o entendimento do público.
  • Permite que os consumidores fiquem curiosos sobre a empresa de seu cliente.

Além disso, entenda que Stories é vida real. É momento. É instante.

Use esse recurso para produzir conteúdos de bastidores para seu cliente. Aliás, incentive o assessorado a utilizar a funcionalidade (com um bom treinamento antes, claro).

Também utilize os Stories para:

  • Fazer enquetes, que ajudam a entender o público.
  • Pedir opiniões.
  • Divulgar ações da marca.
  • Dar descontos especiais ou cupons exclusivos.

Além disso, não esqueça de aproveitar os gifs nos Stories. Eles dão um ar de informalidade ao conteúdo no Instagram.

Mas aqui fica um lembrete: é importante planejar pautas para produzir bons Stories, que gerem engajamento e, principalmente, resultados.

Por fim, se você quiser conhecer formas de aprimorar a criatividade para ser um bom produtor de conteúdo, não deixe de baixar o nosso e-book Produção de conteúdo na assessoria digital (para perder o medo da página em branco).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *