vazamento de dados

Como o vazamento de dados do Facebook afeta a assessoria de imprensa

Como um bom comunicador social, você provavelmente acompanha os portais de notícia. Então, deve ter um noção sobre o caso de vazamento de dados no qual Mark Zuckerberg, dono do Facebook e do Instagram, está envolvido.

Mas o que isso tem a ver com assessoria de imprensa? Para sua surpresa, essa crise política afeta, e muito, a sua rotina profissional. E é isso que o blog AI vai abordar neste post.

Vazamento de dados no Facebook trouxe à tona o debate sobre privacidade de informações na web

Desde o fim de março de 2018, Mark Zuckerberg, dono do Facebook, está envolvido em um caso de vazamento de dados dos usuários da rede social.

O caso envolve a Cambridge Analytica (CA) e a captação indevida de informações dos usuários do Facebook.

O próprio Facebook comunicou que os dados de 87 milhões de pessoas foram usados de forma indevida pela CA.

Toda essa situação levou Zuckerberg a depor em tribunais sobre a forma como as informações dos usuários do Facebook são utilizadas. Nisso, foram incluídas questões sobre os dados de quem não está na rede social, entre outros pontos.

O caso de vazamento de dados do Facebook trouxe à tona um tema extremamente relevante para a era digital: a privacidade de informações e a transparência das empresas com o que fazem com os dados dos usuários.

Além de reacender esse debate, o próprio Zuckerberg afirmou que é preciso mudar a forma como se deixa claro para os usuários sobre as diretrizes da plataforma em relação ao uso das informações que são publicadas dentro da rede social.

O vazamento de dados é tão sério que algumas mudanças já foram executadas na plataforma. Uma delas é o bloqueio das APIs (conjunto de padrões de programação para acesso a uma plataforma ou software) para o desenvolvimento de tecnologias que otimizam a gestão e o monitoramento de mídias sociais. Isso nos leva ao próximo tópico de nosso post.

Por que o vazamento de dados do Facebook afeta a rotina dos assessores de imprensa?

Se até agora você ficou pensando: “mas como o vazamento de dados do Facebook vai afetar minha rotina?”, saiba que a resposta está no termo “monitoramento de mídias sociais”.

Sim, essa estratégia tão importante para acompanhar a reputação das marcas, fazer social listening com análise de sentimento, monitorar conteúdos noticiosos e ficar de olho na concorrência está sendo afetada pelos bloqueios impostos pelo Facebook.

Na verdade, não houve nenhuma modificação na forma como os comunicadores sociais compreendem e executam o monitoramento de mídias sociais.

O que acontece é que os softwares especializados em tal função precisam das APIs, para que os desenvolvedores construam uma tecnologia que otimize a rotina dos profissionais.

  • O que o bloqueio do Facebook afeta

Com o bloqueio de alguns pontos nas APIs, como o acesso a comentários e dados dos usuários, a entrega de um serviço completo fica comprometida.

E isso resulta em um monitoramento de mídias sociais mais limitado para os clientes da assessoria de imprensa.

Além disso, o bloqueio de funcionalidades do Facebook afeta outra estratégia importante na assessoria de imprensa: o impulsionamento de publicações pagas, principalmente relacionadas ao universo político.

Afinal, Zuckerberg afirmou que a análise dos impulsionamentos vai passar a ser mais minuciosa, a fim de evitar propagação de publicações que podem manipular a opinião das pessoas.

Para evitar um comprometimento significativo na rotina, cabe aos assessores de imprensa buscarem alternativas para suprir a escassez de informação disponibilizada pelas plataformas do Zuckerberg. Isso é ainda mais válido se você não for o dono da conta monitorada.

No entanto, o mais importante é compreender que o debate sobre privacidade de informações também é benéfico para você. Afinal, antes de ser um comunicador social, você também é um usuário digital e provavelmente utiliza as redes sociais com frequência.

Por fim, queremos saber qual a sua opinião sobre o caso de vazamento de dados do Facebook. É só deixar um comentário aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *