Press release: 8 estratégias poderosas para ser relevante no mundo digital

Press release: 8 estratégias poderosas para ser relevante no mundo digital

Por mais que existam diversas alternativas para divulgar a imagem de um cliente, o press release continua sendo uma estratégia poderosa para o assessor de imprensa. No entanto, o grande desafio, no meio digital, é saber como ser relevante para competir com todos os outros profissionais da área.

8 táticas para produzir press release relevante

Para evitar que seu press release seja apenas mais um na caixa de e-mails lotada dos jornalistas, é importante que você usufrua de estratégias poderosas.

Dessa forma, você vai conseguir fazer com que seu texto se destaque na imensidão de releases. Por consequência, vai gerar melhores resultados para seu cliente.

Como pensamos em situações que podem ser desafiadoras para assessores de imprensa, decidimos selecionar, com olhar estratégico, dicas que possam potencializar sua rotina. São 8 pontos fundamentais para a produção de press release no mundo digital.

1. Seja seletivo

O ponto de partida para ter sucesso na produção e no disparo de press release no mundo digital é o seguinte: não ache que tudo que envolve seu cliente tem relevância jornalística.

A partir disso, você vai conseguir ter um olhar habilidoso para identificar se ação x ou campanha y valem o investimento na elaboração do release e no disparo para jornalistas.

Preocupar-se com o termo relevância é fundamental por alguns motivos: manter bom relacionamento com a imprensa; evitar que seu release seja apenas mais um e conquistar ótimos resultados para seu cliente.

Além disso, ao conseguir perceber a linha tênue entre o que é relevante para a imprensa e o que é informação que pode ser descartada, você também beneficia sua rotina. Afinal, o tempo que seria investido para elaborar releases sem valor jornalístico pode ser aproveitado com outras atividades da assessoria.

2. Pense na estrutura

O segundo passo para ser relevante no meio digital com a produção e disparo de press release é não esquecer quem é a pessoa que vai ler, em primeira mão, o texto. Ou seja, o jornalista.

Provavelmente você deve saber que um texto jornalístico é reconhecido por uma estrutura básica. E uma forma de ser relevante no meio digital é justamente isso: elaborar o release de acordo com o texto de uma notícia.

Essa estratégia é poderosa para o assessor de imprensa por um motivo bem simples (mas extremamente importante): o jornalista não vai perder tempo tentando compreender o release, portanto o texto vai chamar a atenção do profissional no meio de diversos e-mails.

Além disso, é importante que você compreenda que, muitas vezes, o jornalista copia o texto do release – afinal, nem sempre há tempo para elaborar um conteúdo novo. Portanto, é importante deixar o material estruturado de forma estratégica.

Quando você elaborar um release, preocupe-se com três questões fundamentais para um texto jornalístico: título, subtítulo e corpo do texto.

Título é palavra-chave para conquistar a atenção de jornalistas – e dos leitores em geral (caso você consiga emplacar a pauta). Por isso, pense em algo atrativo e que resuma as informações principais de seu release.

O subtítulo, para textos jornalísticos, é usado como forma de complementar as informações do título. Sabe quando você sente que falta alguma informação relevante? É nessa parte que você pode (e deve) colocar.

Aqui não é lugar para texto comprido. Elabore uma linha para o subtítulo. Para deixá-lo ainda mais atrativo, você pode usar números ou dados relevantes da pauta sugerida pelo seu release.

Além desses dois passos (título e subtítulo), existe o corpo do release, que demanda um tempo maior para a elaboração. O que você deve ter em mente agora é que, no primeiro parágrafo, é imprescindível a presença das informações mais relevantes para o texto.

Ou seja, é o tradicional lead jornalístico (o quê, quem, quando, onde e por quê). Não se esqueça disso. Esse parágrafo é essencial para que qualquer leitor consiga compreender qual o assunto da matéria – e perceber se deseja ler o restante do material.

Ao longo do release, desenvolva as informações importantes e complementares de forma objetiva. Aqui vale um alerta: não esqueça de manter a linguagem simples. Por que estamos deixando este lembrete? Por um simples motivo: sabemos que a empresa de seu cliente pode ser de um segmento com termos muito técnicos

E esses termos técnicos podem dificultar a leitura e a compreensão do press release. O público geral e os jornalistas não estão imersos no nicho de mercado de seu cliente. Portanto, simplifique. Aquela expressão “menos é mais” é valiosa na produção de um texto que vai ser veiculado em qualquer site de notícia ou blog.

3. Lembre do SEO

A estratégia de SEO, mais conhecida como otimização de textos para mecanismos de busca, é  algo que deve estar presente em sua rotina com assessoria de imprensa. Sim, isso é imprescindível para conquistar bons resultados para o seu cliente e ser relevante no meio digital.

As técnicas de SEO utilizadas no press release são essenciais para fazer com que as pessoas consigam encontrar seu texto na imensidão de conteúdos que os sites de busca proporcionam ao usuário.

Quando as pessoas fazem uma pesquisa no Google, por exemplo, a maioria acaba acessando apenas os conteúdos que estão presentes na primeira página. Por isso, você deve se preocupar em otimizar o texto dos releases que vão ser disparados para portais de notícia, blogs e demais sites de nicho.

Estar na primeira página do Google é uma forma de atrair novos potenciais consumidores para o seu cliente. Se você ainda não sabe como funcionam as técnicas de SEO, saiba que o Google fornece um guia para iniciantes. É só clicar aqui para ler.

Como sabemos que SEO ainda é um desafio para muitos profissionais, selecionamos ferramentas que podem te ajudar a manter o olhar estratégico para a produção de releases: Google Adwords (há uma seção para planejamento de palavras-chave), Semrush (possibilita a verificação do ranqueamento das palavras-chave) e Mozbar (extensão que verifica os aspectos de otimização de sites).

4. Faça follow-up

Follow-up você conhece. Essa estratégia, que veio da assessoria de imprensa tradicional, ainda é importante para o meio digital. Se você achou que a tática tinha acabado com a expansão da internet, é hora de reestruturar suas ideias.

Fazer follow-up significa acompanhar o processo de disparo de releases. No entanto, você também pode fazer uma sondagem prévia. Isso é importante para verificar se o jornalista tem interesse pelo assunto da pauta.

No entanto, lembre que follow-up deve ser feito com bom senso. E existe uma linha tênue entre um assessor que deseja acompanhar o processo do release e um profissional invasivo. Tenha noção de que os jornalistas também têm uma rotina atarefada como a sua – e nem sempre estão com tempo livre para analisar releases.

5. Lembre do networking

Há algo que você não pode esquecer (e que é fundamental para a produção e disparo de releases): networking. Criar e manter laços de amizade com outros profissionais da comunicação é uma ótima forma de saber para quem enviar determinada pauta.

Você pode utilizar as mídias sociais para networking. Acompanhar postagens de jornalistas e estar presente em grupos para assessoria de imprensa (e para jornalismo) são alternativas para criar laços. No entanto, não há nada melhor do que a criação de relações no meio offline (lembre-se disso sempre).

Portanto, frequente eventos das diversas áreas da comunicação e não trate os jornalistas e outros assessores de imprensa como inimigos. No mercado da comunicação, é essencial estar aberto à troca de experiências com outros profissionais.

6. Monitore a concorrência

Estar de olhos abertos ao que a concorrência de seu cliente está produzindo é fundamental. Todo assessor de imprensa que deseja estar à frente e ser relevante no meio digital precisa fazer isso.

Sim, isso é essencial para a produção de releases. Afinal, é uma forma do assessor de imprensa perceber se deixou alguma pauta relevante passar e se aquela ação que foi repensada (por achar que não era tão importante) valia a pena, além de ter a possibilidade de analisar erros que podem ser evitados.

Existem diversas formas de monitorar a concorrência no meio digital. As ferramentas de monitoramento de notícias fazem isso para você. Já pensou em investir em uma? Talvez seja o que está faltando para conseguir ultrapassar as outras marcas.

7. Fique atento às novidades

Além de ficar de olhos abertos aos passos da concorrência, outra forma de conseguir ser relevante e emplacar o press release no meio digital é acompanhar o que há de novidade no nicho de mercado da empresa do cliente.

Se você ainda não faz isso, saiba que está atrás de seus concorrentes. Como você deseja conseguir emplacar pautas para jornalistas se não se mantém atualizado nos assuntos relacionados ao negócio de seu cliente?

Existem diversas formas de fazer isso. Você pode utilizar ferramentas para agregar feeds, por exemplo. O Feedly é uma ótima opção para acompanhar blogs e demais mídias sociais que publicam sobre determinado assunto.

Além disso, outra opção para ficar sempre atualizado ao que o mercado tem de novidade é fazer monitoramento de notícias. Sim, o clipping serve para isso também – e é uma ótima escolha para estar um passo à frente dos concorrentes e descobrir ótimas pautas para a produção de releases.

8. Monitore os resultados

Depois de você investir tempo pensando em diversas questões relacionadas ao press release, é importante lembrar de outro ponto fundamental: monitoramento. Sim, não esquecemos do bom e velho clipping (que já abordamos nos tópicos relacionados à concorrência e ao nicho de mercado deste artigo).

Essa estratégia é essencial para que você consiga mostrar os resultados para o seu cliente. Por que isso? É bem simples. Você vai demonstrar que o investimento em serviço de assessoria de imprensa valeu a pena, proporcionando aumento na receita da empresa, novos consumidores e a conquista de um bom relacionamento com a imprensa.

O problema é que, com o crescimento do meio digital, o clipping acabou se tornando um gargalo em agências. Você já contabilizou quanto tempo leva para fazer o monitoramento de notícias de um cliente?

Se feito de forma manual, o clipping compromete o resto de sua rotina – e isso prejudica a entrega de resultados para o cliente. Mas existe solução! O investimento em ferramentas profissionais de monitoramento de notícias são excelentes alternativas para driblar o gargalo.

Uma das mais conceituadas é o NewsStream, plataforma da empresa Knewin. A ferramenta otimiza, com a maior eficiência, o processo do clipping. Ela te entrega, de forma automatizada, o monitoramento de notícias do seu cliente, dos concorrentes e do nicho de mercado da empresa.

Além do monitoramento, a plataforma proporciona outros benefícios para a rotina do assessor de imprensa: criação de relatórios personalizados, facilidade na elaboração de Newsletter, entrega de Smart-Newsletter (documento que é muito mais do que um canal de comunicação entre assessor e cliente), uso de alertas, auxílio de suporte profissional, entre outras funcionalidades imprescindíveis para o seu dia a dia.

Temos noção de que a produção de releases é apenas uma das funções de um assessor de imprensa. Por isso, faça o download do nosso e-book Muito além do release: desafios do assessor de imprensa digital para se aprofundar ainda mais na profissão.

BANNER_comkt-CI-muito-mais-que-release

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *