o que e release

5 dicas sobre o que é release poderoso para a comunicação digital

Na assessoria de imprensa, entender o que é release e conhecer estratégias para potencializar os resultados conquistados com essa estratégia são passos fundamentais para qualquer profissional da comunicação que deseja se destacar no mercado digital.

Afinal, com o crescimento do meio digital, algumas estratégias da assessoria de imprensa precisaram de reestruturação para acompanhar as inovações tecnológicas. E isso não foi diferente com o release.

Por isso, para não ficar atrás da concorrência, você precisa manter um olhar perspicaz. E é isso que propomos neste artigo. Selecionamos, com muito cuidado, 5 dicas para te mostrar o que é release poderoso para a assessoria de imprensa digital.

Você sabe o que é release na assessoria de imprensa?

Antes de entender o que é release relevante e poderoso para o meio digital, é preciso voltar alguns passos para entender essa estratégia que veio da assessoria de imprensa tradicional e que é considerada um dos pilares da profissão.

O release é uma das ferramentas mais importantes da assessoria de imprensa, já que é um texto voltado para comunicação externa. Ou seja, funciona como um canal de diálogo com jornalistas e, consequentemente, com os leitores dos veículos noticiosos.

Além disso, é um texto voltado para disparo de informações relacionadas ao cliente assessorado. Podem ser conteúdos que abordam eventos ou ações elaboradas no planejamento de comunicação ou até mesmo materiais que envolvam novidades do nicho de mercado da empresa.

Essa estratégia continua imprescindível na assessoria de imprensa digital. Por isso, é importante que você entenda o que é release relevante para o meio online e, dessa forma, garanta bons resultados para seu cliente.

O que é release digital relevante: 5 dicas para potencializar a rotina

Se você deseja se destacar no mercado da assessoria de imprensa, tem de manter o olhar aguçado para todas as estratégias capazes de potencializar sua rotina. Dessa forma, selecionamos 5 táticas para deixar o seu release incrível para o meio digital. Utilize-as como mantras para o seu dia a dia!

  1. Estrutura de texto importa

Quando você elabora um release, a primeira coisa que deve vir à mente é o seguinte: “quem vai ler meu texto?”. A resposta para isso é óbvia: o jornalista, é claro! A partir desse questionamento retórico, esse tópico vai fazer sentido.

Se você ainda não entendeu a lógica da elaboração de releases, mantenha a calma! Vamos solucionar esse problema. Ao perceber que seu primeiro leitor é um jornalista, é preciso adequar o seu texto para tal profissional.

Isso quer dizer que estrutura de texto importa – e muito. O texto jornalístico tem algumas regras básicas e que devem ser seguidas pelo assessor de imprensa (caso o intuito seja chamar a atenção dos jornalistas em meio a tantos e-mails no dia a dia).

Preocupar-se com a estrutura vai facilitar muito o seu dia a dia, vai permitir que a rotina do jornalista não fique comprometida, vai deixar seu release atraente em meio a tantos outros e vai possibilitar que o bom relacionamento entre você e outros profissionais da comunicação fique estabilizado.

Por onde começo?

Por onde você começa? Pelo passo mais básico: “qual é a estrutura de uma notícia?”. A partir disso, você vai conseguir entender o que é release relevante para jornalistas. A resposta é simples: título, subtítulo, corpo do release e informações complementares.

Primeiro, atente-se para o título de seu release. Ele deve ser atrativo, curto, objetivo e precisa transmitir a informação principal de seu texto. É essa característica textual que vai ser a isca para atrair o jornalista. Sabe quando dizem que o livro é julgado pela capa? Pense no título como a capa de seu texto.

Depois disso, escreva um subtítulo. Aqui não é lugar para ser prolixo. Essa característica do texto jornalístico serve como complemento do título. Ou seja, coloque informações (dados e outras coisas que achar relevante) que não couberam na “capa” de seu texto.

Agora é hora de colocar a “mão na massa”. É o momento de produzir seu release e lembrar do termo pirâmide invertida. As informações principais devem estar no topo; as menos relevantes, no final do material.

Além disso, o primeiro parágrafo é o conhecido lead jornalístico. Nessa parte do texto, você deverá responder 5 perguntas básicas:

  • O quê
  • Quem
  • Quando
  • Onde
  • Por quê

Essas são as perguntas-chave do jornalismo. É o lead que vai resumir as informações principais do release e vai ser onde as pessoas decidem se querem continuar a ler o texto ou não. Ao longo do release, desenvolva e complemente essas informações.

O que não devo esquecer?

Por último, não se esqueça de colocar as informações complementares. Aqui é o lugar de incluir o “sobre a empresa”, por exemplo.

Outros pontos importantes para a estrutura do release são os seguintes: seja claro, conciso e objetivo. Este lembrete vale para facilitar a leitura e para evitar que termos técnicos de nichos empresarias apareçam sem necessidade.

Seguindo essas dicas da estrutura textual, você já está pronto para continuar a entender o que é release poderoso para o meio digital.

  1. Estratégias de SEO são fundamentais

Talvez você não aguente mais ouvir o termo SEO, não é mesmo? Essas três letras que, em português, representam otimização de textos para mecanismos de busca são um dos pilares que norteiam o trabalho de qualquer profissional que trabalha com comunicação no meio digital.

Por quê? Pelo simples motivo de que vivemos em uma era de excesso de conteúdos. Nunca produzimos (e consumimos) tanto material em tão pouco tempo. Por essa razão, você deve pensar em estratégias para que as pessoas encontrem seu texto na imensidão do Google, por exemplo.

O Google trabalha com ranqueamento. Se você não sabia disso, consulte o Guia de SEO para iniciantes disponibilizado pelo mecanismo de buscas. Esse ranqueamento significa o seguinte: a partir de robôs e algoritmos, seu texto é analisado; se preencher determinados critérios, pode ficar na primeira página de pesquisa – ou na décima.

Como não aparecer no Google significa não existir (sim, isso é uma premissa verdadeira para o mundo digital), você precisa se preocupar com SEO em seus releases. Isso vai permitir que os leitores encontrem seu cliente no Google, proporcionando que novos potenciais consumidores surjam.

SEO ainda é um desafio para muitos assessores de imprensa. Por isso, vale muito a pena contar com a ajuda da tecnologia. Ferramentas como Semrush, Adwords e Mozbar são grandes facilitadoras de rotina. Além disso, indicamos o blog SEO para jornalistas caso você queira se aprofundar no assunto.

  1. “Menos é mais” é mantra

Todos os dias repita o mantra “menos é mais”. Isso é fundamental para a elaboração de releases relevantes para o meio digital.  Coloque em sua mente que nem tudo relacionado ao seu cliente é importante para o jornalismo. Isso é uma premissa para qualquer assessor de imprensa perspicaz que deseja ficar à frente da concorrência.

Por isso, mantenha o olhar aguçado para o termo relevância jornalística. Ele deve nortear a elaboração e o disparo de releases. Saber ser seletivo na hora de sugerir pautas é uma ótima forma de potencializar sua rotina, já que evita que temas não tão relevantes comprometam seu dia a dia.

Além disso, saber que “menos é mais” pode aumentar as chances de você conseguir emplacar um release, já que o relacionamento com os jornalistas não fica desestabilizado.

Esse bom relacionamento é fundamental para a garantia de ótimos resultados na assessoria de imprensa. Aliás, você se preocupa com networking? Se isso passa despercebido em sua rotina, é hora de mudar esse pensamento.

Networking é palavra-chave na assessoria de imprensa – e faz muita diferença para dar relevância para o seu release. Afinal, você começa a observar quais pautas chamam a atenção de determinados profissionais. Isso facilita o disparo dos releases, já que você sabe para quem enviar o texto.

Além disso, lembre-se de mais um ponto: não envie o mesmo release para 10 jornalistas, por exemplo. “Menos é mais” vale para o disparo de textos também. Às vezes, vale mais a pena escolher jornalistas específicos (e que vão aproveitar sua pauta) do que enviar para diversas pessoas. Qualidade é melhor que quantidade para potencializar a assessoria de imprensa digital.                          

  1. Olhar perspicaz é tudo

Na produção de releases para o meio digital, existe um segredo: olhar perspicaz. O que isso quer dizer? Que para você conquistar ótimos resultados e se diferenciar em meio a tantos profissionais, é preciso conhecer estratégias importantes que proporcionam insights geniais.

Dessas estratégias, duas são essenciais: acompanhar a concorrência e o nicho de mercado do cliente. Se executadas em conjunto com outras táticas da assessoria de imprensa digital, são capazes de potencializar a conquista de resultados.

Acompanhar a concorrência é fundamental para perceber quais são os diferenciais dos outros e de seu cliente, analisar o que você pode mudar no planejamento de assessoria e avaliar se existiram erros pelo meio do caminho.

Ficar de olhos abertos ao que há de novo no nicho de mercado do cliente é imprescindível para ficar à frente da concorrência e ter aquele insight para sugestão de pauta.

Como você pode fazer isso? Primeiro, com o clipping. No monitoramento de notícias, inclua o nome das empresas concorrentes e termos relacionados ao nicho de mercado. Além disso, você pode utilizar as redes sociais para realizar essa análise. Grupos para assessores no Facebook, por exemplo, são ótimos para sugestões de pauta.

  1. Monitoramento de resultados é passo essencial

Depois de elaborar o release, dispará-lo, o jornalista se interessar pela pauta e publicá-la em algum veículo ou site noticioso, vem mais um passo essencial para a assessoria de imprensa: o monitoramento de resultados. Você não deve esquecer dessa estratégia.

Analisar o resultado do investimento em assessoria de imprensa é fundamental para mostrar ao cliente que a área da comunicação é fundamental para o crescimento de qualquer empresa – independente se é de pequeno, médio ou grande porte.

O monitoramento de resultados que abordamos neste artigo se refere ao bom e o velho clipping. Essa estratégia tão importante vai ajudar a analisar se seus releases foram relevantes para o meio digital.

Como você vai fazer esse processo? Para evitar que sua rotina fique comprometida, é possível investir em uma ferramenta profissional de clipping, como o NewsStream. Essa plataforma vai otimizar o monitoramento de notícias, facilitando o trabalho da assessoria de imprensa.

Além disso, o NewsStream pode servir como complemento para outras estratégias importantes que abordamos neste artigo: o monitoramento da concorrência e do nicho de mercado do cliente.

Por fim, como sabemos que a produção de releases é apenas uma ponta do iceberg no cenário da comunicação, você pode fazer o download do nosso e-book Muito além do release: desafios do assessor de imprensa digital para se aprofundar e conhecer o assunto com totalidade.

BANNER_comkt-CI-muito-mais-que-release

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *