Conheça 4 dicas imprescindíveis para lidar com o consumidor digital

Conheça 4 dicas imprescindíveis para lidar com o consumidor digital

Se você trabalha com assessoria de imprensa e acha que o consumidor digital pensa e age da mesma forma que fazia quando a internet não era protagonista na vida em sociedade, está na hora de atualizar suas ideias.

Hoje, quem está envolvido com comunicação digital (e aqui incluímos os assessores de imprensa) precisa conhecer e entender as peculiaridades do consumidor no ambiente online.

Você precisa ter um olhar que vá muito mais além da produção de releases, do jornal impresso, do rádio e de tantas outras coisas relacionadas à assessoria de imprensa tradicional. Só assim você vai conseguir conquistar o consumidor do ambiente online e obter bons resultados para o cliente.

Descubra 4 dicas para você entender o consumidor digital

Não adianta fechar os olhos para essa realidade: o consumidor digital é peculiar. Ele é exigente (muito mais do que antes), tem acesso a diversas fontes de informação e não tem mais paciência para coisas que não vê utilidade.

Dessa forma, se você quiser obter bons resultados para o seu cliente (e nós sabemos que esse é um dos objetivos de seu trabalho), vai precisar dar o braço a torcer e admitir que o cenário da assessoria de imprensa mudou.

Por isso, decidimos ajudar você nesse processo de compreensão. Selecionamos 4 dicas essenciais para que você consiga ser um assessor de imprensa eficiente no mundo digital.

1. Seja transparente

Sabemos que cuidar da imagem de uma empresa não é uma tarefa fácil. Ainda mais no momento em que vivemos, no qual o consumidor digital vive em um mundo com acessibilidade de informações (e com desejo de saber tudo o que envolve as marcas).

Por isso, é preciso se adaptar a essa ideia e entender que a marca, para conviver de forma harmônica no meio digital (o que nem sempre é uma tarefa fácil), deve ser transparente.

Saiba que a essência da empresa deve ser acessível ao usuário, que está cada vez mais exigente e mais consciente. O que está em jogo aqui é um laço de confiança – que você deve cultivar constantemente através de interação em redes sociais, blogs e sites.

Sabemos que não era assim na assessoria de imprensa tradicional. Mas os tempos mudaram. E você precisa caminhar junto com as mudanças ocorridas no meio social.

2. Mantenha uma comunicação aberta

Pessoas gostam de ser ouvidas. E não é diferente com o consumidor digital. Se antes ele aceitava que somente a marca se pronunciasse, agora quer trocar ideias e expor o que pensa.

E você precisa saber lidar com isso. Entenda que nem sempre o que o assessor de imprensa acha que vai ser melhor para o cliente é a realidade.

Afinal, quem sabe melhor das necessidades do que o próprio consumidor? Então, mantenha o canal de comunicação aberto para conhecer opiniões diversas (e que podem divergir das suas).

Além disso, evite deixar consumidores (e imprensa) sem resposta. Isso demonstra desinteresse da empresa – e por consequência abala a credibilidade do negócio.

Por isso, sempre que possível, responda o consumidor digital – e evite respostas automáticas. As pessoas se sentem importantes quando a empresa mantém diálogos personalizados.

3. Elabore respostas rápidas

Instantaneidade. Essa é a palavra de ordem para a assessoria de imprensa no meio digital. As informações correm em um piscar de olhos no mundo online, e você tem que saber lidar com isso.

E isso não vale somente para responder o consumidor digital que procura informações sobre o serviço na internet (lembre que muitas pessoas usam as redes sociais para se comunicar com as empresas), mas também para crises.

Hoje, o assessor de imprensa precisa ser muito ágil (e sempre ter um plano B) para lidar com situações desconfortáveis para a marca. Às vezes, uma campanha (que você elaborou pensando que era incrível) não tem a recepção esperada – e a crise é inevitável.

O consumidor digital não é um ser dotado de paciência. E você sabe disso, pois também faz parte desse grupo. Por isso, crises devem ser gerenciadas de forma ágil, para evitar que o problema fique maior ainda, comprometendo sua rotina. 

4. Valorize o conteúdo

Você precisa compreender que o consumidor digital se tornou exigente. E não é difícil de entender o motivo para que isso tenha acontecido. Vivemos em uma era de quantidade, mas na qual a qualidade muitas vezes é deixada de lado.

Temos muita informação a nossa disposição, mas nem sempre ela é útil para o que precisamos.

Não é preciso ir longe para entender essa lógica. Pense em você como consumidor. Quantas informações você já descartou por considerar irrelevante?

Provavelmente muitas, não é? É aquela conhecida frase nas redes sociais: “Tem como desver isso?”. O consumidor não aceita mais anúncios vazios e que só queiram vender o produto. Ele está muito mais criterioso com o que consome.

Por isso, assessores de imprensa precisam elencar o conteúdo elaborado para o cliente como uma das prioridades no planejamento de comunicação. Conteúdo relevante tem grandes chances de atrair novos consumidores.

Como sabemos que o consumidor digital é exigente, sugerimos que faça o download do nosso e-book Assessoria de imprensa digital: 12 coisas que todo comunicador precisa conhecer para ficar à frente da concorrência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *